terça-feira, 27 de março de 2012

COELHO DA PÁSCOA


Olá pessoal, vim aqui hoje somente para mostrar para vocês os meus coelhinhos da Páscoa. Estava procurando um coelho para comprar, mas todos eram muito comuns, todos iguais, quando de repente avistei estas crianças, um menino e uma menina, detalhe gente, roupinha estilo Shabby chic e a cor combinando com o verde da sala. sei que vocês vão gostar. Comprei na loja Caçula do Saara [centro do Rio].



Olha o vestido da menina, com tecido floral super delicado, manga em tecido listrado, e renda em  tom de chá.

O menino de macacão floral e camisa xadrez envelhecido. Todos os tecidos finos e delicados.


Crianças, to vigiando vocês hem?




Eles não são lindos?

Agora vejam a ideia feita com guardanapo de tecido para enfeitar a mesa da páscoa, que também pode ser feito  com toalhas de papel e colocar em taças .







Gostaram? Sei que foi um post simples. mas foi com AMOR.

DEIXE UM COMENTÁRIO, EU VOU ADORAR. BJSK.

sexta-feira, 23 de março de 2012

CADEIRA MEDALHÃO


Olá pessoal, estou aqui mais uma vez,e desta vez para postar A SAGA DA CADEIRA MEDALHÃO, mas com um  final feliz, para começar eu inventei de comprar duas cadeiras medalhão para compor meu ´´PROVENCE STYLE``, comprei em um brechó duas réplicas de cadeiras medalhão que estavam um pouco castigadas pelo tempo e com pintura laqueada de pátina marmorizada. Deu um trabalhão para ficar pronta mas valeu todo sacrifício que eu tive, primeiro eu vou mostrar para vocês o resultado do trabalho, depois eu mostro como ela era feinha, e todas as decepções e eu tive enquanto eu ansiosa, esperava o resultado final.




Agora vou começar com a triste historia da Cadeira Medalhão, mas com final feliz.

                                                 O tecido era de veludo, estava muito velho e sujo.   

   Verifique que no braço havia um quebrado, mas o dono do Brechó fez uma mistura de pó de serra com Araldite e colou e só deixou para eu lixar e emassar com massa acrílica em casa.

                                        E esta pintura manchada dava  uma aparência que estava suja.

A pintura estava bem ruim, e então comecei a fazer a decapagem pois eu queria as cadeiras branca, a pintura era laca, não saía com o Pintoff e tive que comprar um removedor mais forte, e lá vai o marido comprar.Tadinho.
Cuidado gente, isto queima a pele que é uma beleza. Se cair na pele tem que passar um creme hidratante ou óleo de cozinha na  mesma hora, se não limpar rápido ele arranca a pele. Mas este removedor forte só deve ser usado para retirar pintura de Laca (Laqueada). Pintura comum use o Pintoff.


                                                                        Só de olhar desanima. 

   Aqui nesta etapa eu descobri que a madeira é cedro só pelo cheiro que ela tem.



      UFA, uma  já está limpa. Até desanima saber que tem que decapar a outra. Mas aí depois de limpar as duas, lixei bastante, tive que fazer a limpeza com, Thiner e  Aguarrás, para deixar livre de qualquer resíduo, pois este produto contem gordura e parafina e se não limpar bem limpo a tinta solta depois, consertei o quebrado, e comecei a pintura, primeiro apliquei o primer com  três camadas, intercalando entre as secagens, depois de seca a ultima aplicação do primer comecei com a aplicação da tinta. No final lixei os cantos e colei os apliques com adesivo de montagem Tytan Fix depois apliquei a cera esperei secar bem e dei brilho.

                                                          Olha os apliques de MDF.

Os apliques eu pintei primeiro com tinta acrílica de artesanato na cor chocolate, depois apliquei a tinta branca.



Terminada a pintura, comprei o tecido e  mandei para o estofador, aí veio a decepção, elas chegaram toda estragada, mal feita, e eu falei para ele que eu faria melhor, e não paguei.



           Você já viu esta prega em estofado de cadeira? O assento estava fundo na frente e todo desfiado.


                                     Comecei a arrancar na frente dele mesmo e não paguei.



 Estas marcas que ficaram foi porque o tecido foi grampeado e colado por fora da moldura adivinhem com o que? COLA SUPER BONDER. O estofamento do assento estava torto. Eu fiquei até com vontade de chorar, tive que consertar tudo, retirar toda pintura novamente, refazer a pátina, comprar outro tecido, procurar outro estofador, a sorte é que meu  Divino me ajuda muito. E o tempo foi passando, isto demorou um século para terminar.

Comprei outro tecido, desta vez comprei linho.
             E o abençoado do estofador que meu marido arrumou arrasou, o serviço dele ficou ótimo.

                    { M.A. ESTOFADOS  tel-(21) 26031644 - 84143192  falar com ADÃO }








O resultado valeu todo sacrifício, nós sabemos  que tem hora que  tudo fica mais difícil, mas tudo que a gente consegue com sacrifício tem um sabor diferente, vocês percebem que o tecido da cadeira desta vez combinou com o tapete, com a parede e minha sala ficou um charme. Onde tem Deus tem amor.


                                  Material usado:


- PRIMER-FUNDO BRANCO PARA MADEIRAS [SHERWIN WILLIANS]
TINTA ESMALTE SINTÉTICO ECO Á BASE DE ÁGUA [SHERWIN WILLIANS]
-  SOLVENTE THINER
- AGUARRÁS
- LIXAS- 180--220
- CERA POLIFLOR INCOLOR
- APLIQUES DE MDF
- REMOVEDOR PASTOSO MAXI RUBBER
- PINCEL DE SEDA 



TRINCHA TIGRE N 185 - 2 ESTE PINCEL É DE SEDA PARA ARTESANATO


                               VEJA TAMBÉM O GUARDA ROUPAS REFORMADO AQUI

FAÇA TUDO COM AMOR.

BEIJO A TODOS, OBRIGADA PELA VISITA, E DEIXE SEU COMENTÁRIO.

sexta-feira, 16 de março de 2012

DECORAÇÃO PROVENÇAL- LIVROS


Olá, hoje vou falar de Decoração Provençal, vocês já sabem que eu amo provençal e estou aos poucos transformando minha decoração em provençal, uma decoração uma hora com coisas reaproveitadas, outras com coisas novas, mas aos poucos eu chego lá, hoje eu vou falar dos livros pois toda decoração seja provençal ou não, tem livros e eu particularmente gosto de ler um bom livro, e demoro bastante para terminar de ler porque eu gosto de pensar e analisar,  que desta forma a historia fica na mente, é muito bom, mas  desta vez eu  fui  comprar livro em um Sebo, pois eu queria livro antigo com cara de surrado para compor a  minha decoração.Tem pessoas que falam que estes livros tem cheiro de mofo ou cheiro de velho, mas para mim eles tem cheiro de Tempo.

      Lógico eu escolhi os  que estavam com uma boa aparência,


                                              Mas eu já  tinha os meus preferidos em casa .


       E por este motivo resolvi pesquisar sobre Sebos, e acabei aprendendo muito sobre o assunto neste site  www. alpharrabio.com.br


Sebo não é depósito de papel velho

livros4
Com freqüência nos perguntam o significado da palavra alpharrabio e, pacientemente, temos sempre explicado que essa palavra, na verdade, deveria ser grafada com “f” e com acento (alfarrábio), pois é uma palavra de origem árabe, derivada de Alfarabi, filósofo que viveu em Bagdad no séc. IX, e de acordo com o nosso Aurélio significa “livro antigo ou velho, de pouco préstimo ou valioso por ser antigo”. No nosso caso a palavra foi estilizada, acrescentando-lhe o “ph” e tirando-lhe o acento para melhor se adequar ao logotipo de letras carcomidas, dando ideia de coisa antiga.
Em Portugal a palavra alfarrábio ainda é comumente usada para designar um livro velho e também uma livraria de livros idem, e o alfarrabista é aquele que os comercializa. No Brasil, a livraria que comercializa livros usados é conhecida como sebo. Desconhecemos a época em que essa palavra passou a ser adotada em nosso país, mas certamente deriva da ideia de que um livro usado é ensebado pelo próprio manuseio constante. E o livreiro de livros usados, ainda de acordo com o Aurélio é sebista. Além dessa indagação, com freqüência sou surpreendida com exclamações de surpresa, de pessoas que desconhecem completamente essa atividade. Há aquelas outras ainda, que apesar de a conhecerem, não adquirem livros usados pois acreditem, pasmem, que o livro velho pode ser transmissor de doenças, entre outras coisas. Volta e meia alguém telefone e pergunta: de ondem falam? é “da” sebo?!!
livros2
É claro que, numa sociedade de consumo como a nossa, onde a idéia de sucesso pessoal está ligada ao poder aquisitivo da novidade, do último modelo de carro à roupa da moda, a idéia do livro velho soa, para muitos, como uma extravagância. Felizmente, não é assim que a confraria de iniciados pensa. Os chamados ratos de sebo, que vasculham as prateleiras com a volúpia de quem garimpa tesouros, aquela edição procurada há anos, ou simplesmente à busca do prazer da surpresa, às vezes contido simplesmente no manuseio do livro, no apreciar sua arte gráfica ou no percorrer os olhos pelas ilustrações, como verdadeiro objeto de arte, de conhecimento e de paixão. Para esses, nada é comparável à surpresa, à alegria do “achado”. Um volume que, certamente já passou pelas mãos de tantos, sem que lhe tivessem notado o valor, que pode ir desde o simples gosto pessoal por determinado assunto, uma peça da coleção que cada um estabelece para si, uma primeira edição de poucos e raros exemplares no mercado, uma encadernação artística, enfim, um exemplar que represente para o seu “descobridor” algo especial ou apenas necessário a um trabalho de pesquisa.
Para se ter uma idéia do perfil desse devorador de alfarrábios, ele tem invariavelmente mais de 30 anos, quase sempre possui instrução de nível superior, possui uma cultura geral bastante boa, e adora trocar informações e contar histórias, como todo bom pescador.
Livros3
Com o elevado preço dos livros, outro consumidor descobriu a vantagem do livro usado: o estudante (ou os pais do estudante) que, antes de o procurarem nas livrarias convencionais, fazem uma pesquisa no sebo à busca de um exemplar que, na maioria dos casos, custa menos de 50% do novo. Como cada vez se lê menos, e o nosso é um país de pessoas com menos de 30 anos, este novo consumidor é o que realmente mantém os sebos em atividade.
Além desses consumidores, há outro tipo de pessoa que procura o sebo após uma limpeza na casa e um desejo urgente de se livrar do lixo acumulado durante anos. O que é pior, na maioria das vezes é lixo mesmo, que vai de cadernos escolares dos filhos que já casaram a livros de primeiro grau já totalmente rabiscados, rasgados, cheirando a mofo pelo longo tempo armazenado em úmidos porões. Essas pessoas confundem sebo com depósito de papel velho e ficam muito indignadas quando o livreiro se nega a receber o produto da faxina, mesmo de graça. Não entenderam o valor e o verdadeiro papel de uma livraria de livros usados, preservadora da memória do município, do estado, do país, do planeta, guardiões de tesouros do saber, que fazem circular obras às vezes editadas apenas uma vez e, não fossem esses caminhos mágicos do percurso do livro, seriam transformados em tiras para reciclagem. Um sebo não é depósito de papel velho e muito menos um mero comércio, um sebo é um repositário da memória.
“LIVRO NOVO É AQUELE QUE VOCÊ NÃO LEU.
EXPERIMENTE.” (dtv)
Livros1

About Dalila

Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.





Texto retirado do site www.alpharrabio.com.br com autorização de Dalila Teles Veras, escritora, proprietária da Alpharrabio Livraria e Editora.

Agora vou te deixar com água na boca com uma foto de Decoração Provençal.

abajur, livros e pombinho na decoração

OBRIGADA POR VISITAR O MEU BLOG . DEIXE UM COMENTÁRIO. BEIJO








quinta-feira, 8 de março de 2012

AS MULHERES SÃO FANTÁSTICAS



A mãe e o pai estavam assistindo televisão quando a mãe disse:

- Estou cansada e já é tarde,vou me deitar !!!

Foi à cozinha fazer os sanduíches para o lanche do dia seguinte na escola, passou água nas vasilhas das pipocas, tirou a carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas de cereais estavam vazias, encheu o açucareiro, pôs tigelas e talheres na mesa e preparou a cafeteira do café para estar pronta para ligar no dia seguinte.

Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, passou uma camisa a ferro, pregou um botão que estava caindo. Guardou umas peças de jogos que ficaram em cima da mesa, e pôs o telefone no lugar. Regou as plantas, despejou o lixo, e pendurou uma toalha para secar. Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto. Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para a professora do filho, pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira. Assinou um cartão de aniversário para uma amiga, selou o envelope, e fez uma pequena lista para o supermercado, colocou ambos perto da carteira.

Nessa altura, o pai disse lá da sala:
- Pensei que você tinha ido se deitar.
- Estou a caminho - respondeu ela. 

Pôs água na tigela do cão e chamou o gato para dentro de casa. Certificou-se de que as portas estavam fechadas. Passou pelo quarto de cada filho, apagou a luz do corredor, pendurou uma camisa, atirou umas meias para o cesto de roupa suja e conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava estudando no quarto. Já no quarto, acertou o despertador, preparou a roupa para o dia seguinte e arrumou os sapatos. Depois lavou o rosto, passou creme, escovou os dentes e acertou uma unha quebrada. A essa altura o pai desligou a televisão e disse:

-Vou me deitar.
E foi. Sem mais nada.

(Carlos Drummond de Andrade)


FELIZ DIA DA MULHER PARA NÓS.BJS

quarta-feira, 7 de março de 2012

UMA VISITA A TOK STOK

Olá, beijos à  todos, nesta segunda feira  eu, meu amor e minha mãe, fizemos uma visita a TOK STOK, ai como eu gosto desta loja,  tem coisas muito lindas, e eu adorei as novidades para a Páscoa da até vontade de arrumar a casa assim com estes coelhos...

     Esta  imitação de  ovos de galinha são velas, não é um amor?

     Olha os mini pregador de roupa na borda das  louças.





  Agora olha que show de decoração provençal impossível  não se apaixonar.














    Que tal gostaram? Então comentem eu adoro comentários. BJS

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...